Archive for Abril, 2007

Sony Ericsson

Abril 3, 2007

Palavras para quê, mais vale ver e experimentar, aqui.

Anúncios

Momentos para sempre

Abril 3, 2007

Hoje tive uma quebra na rotina, fui a uma consulta na Magalhães Coutinho. Ouvi uma rezonga da médica que me atendeu. Porque o motivo que me levou lá, a consulta não deveria tê-la lá, mas sim no Centro de Saúde. No final da consulta diss-me que vou ter que voltar lá.

É reconfortante e eventualmente preocupante. Não vou ser acompanhada no Centro de Saúde, mas pode ser que a coisa não esteja lá muito bem. Logo se vê na próxima consulta.

Os outros momentos estão relacionados com a época religiosa que estamos a passar, a Páscoa. Esta coisa das festividades tem o seu lado bom, principalmente para os gulosos, que não é o meu caso…

Estou a passar pelo momento Jubileu, houve alguém que ofereceu uma caixa de amêndoas cobertas com chocolate de leite. Estas coisas são tão boas.

Não tem nada a ver com isto, mas cá em casa temos um novo objecto: telefone da TvCabo. Estava a pensar em cancelar a TvCabo, mas não sei se será mais prático cancelar o da PT. Nove euros, quer dizer dez euros, porque 9,99€ são 10€. Sempre é mais barato que a mensalidade da PT.

Cansei de Ser Sexy

Abril 3, 2007

Para quem não gosta de confusões em Santa Apolónia e prefere outros locais, sempre pode no descanso de sua casa ver/ouvir isto. cansei de ser sexy

Cansei de Ser Sexy – Meeting Paris Hilton

Sobre este grupo, eu sei que não vai interessar a ninguém, mas no outro dia comprei o cd deles para mim. Mas, uma amiga minha ia a um jantar de aniversário sem prenda. Como os amigos são para as ocasiões (e não só), dei-lhe o meu cd para que não aparecesse na festa/jantar/encontro de mãos a abanar.

Moral da história: compro um novo cd, ou peço a alguém que me grave o dito? É dilemão… ou dilemazão?

Não comprei bilhetes, logo não vou vê-los.

Abril chegou

Abril 1, 2007

Esqueci-me completamente, mas ontem foi o dia mundial das mentiras. Não é conhecido por este nome, mas eu adaptei-o. Sinceramente é uma justificação para se mentir, como todos os dias que são comemorados, ou que têm uma designação pomposa é um pretexto para se fazer algo que noutros dias não se faz. Mas toda a gente sabe que estas “celebrações” são uma treta porque nos restantes 364/365 dias do ano todos fazemos o mesmo, ou seja mentimos à fartazana sem qualquer escrúpulos.

Mas, mais importante que isso, este Domingo dia 1 de Abril também foi o “Domingo de Ramos”, só dei por isso por ter visto uma estrangeira em frente à Casa dos Bicos com um ramo de oliveira na mão.

Ainda houve alguém que disse “Está a chover… Frio do Diabo”, e teve um dia tão lindo, um verdadeiro dia de Primavera, quatro estações num só dia. Mas cheio de estrangeiros a apreciar a bela cidade de Lisboa. Mas eu e mais dois intrépidos gajos conseguimos safarmo-nos da intempérie, que assolou a cidade, e aproveitar a melhor parte do dia.