The Cure de novo

Setembro 4, 2007

No post anterior esqueci-me do Killing an Arab, que ao contrário do que se possa pensar, não tem intuitos preconceituosos, mas sim uma “citação” ao Estrangeiro do Camus. Os 25 segundos são 5*.

Standing on the beach
With a gun in my hand
Staring at the sea
Staring at the sand
Staring down the barrel
At the arab on the ground
See his open mouth
But I hear no sound

I’m alive
I’m dead
I’m a stranger
Killing an arab

I can turn
And walk away
Or I can fire the gun
Staring at the sky
Staring at the sun
Whichever I choose
It amounts to the same
Absolutely nothing

I’m alive
I’m dead
I’m a stranger
Killing an arab

I feel the silver jump
Smooth in my hand
Staring at the sea
Staring at the sand
Staring at myself
Reflected in the eyes
Of the dead man on the beach
The dead man on the beach

I’m alive
I’m dead
I’m the stranger
Killing an arab

2 Respostas to “The Cure de novo”

  1. João Paulo Says:

    Grande livro.
    Gostava muito de The Cure, quando era miúdo. Álbuns preferidos: “Seventeen Seconds” e “Faith”.

  2. tranita Says:

    Não me lembro se o li até ao fim ou não.
    Acho que sim…
    A memória em mim desaparece sem deixar rasto.😀


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: